terça-feira, 17 de junho de 2014

O Aborto é um Crime



Constitui crime a provocação do Aborto, em qualquer período de gestação?
Há um crime sempre que transgredis a lei de Deus.
Uma mãe ou quem quer que seja, cometerá sempre crime se tirar a vida a uma criança antes de nascer pois impede um espirito de passar pelas provas que serviriam de instrumento para o corpo se ia ser formado.
Falamos naturalmente das relações internacionais, sociais, comerciais, ficando claro  as obrigações que elas envolvem, mas no entanto marginalizamos muitas vezes as relações sexuais que sempre aquelas que fundamentam quase todas as estruturas da ação comunitária.
Esquece  sempre e muitas vezes que o homem e a mulher, por via de regra, experimentam instintivo horror á solidão e que há vista disso, a comunhão sexual reclama segurança para que se mostre as garantias necessárias.
Impraticável sem duvida, impor a continuidade da ligação entre duas pessoas ao preço da forma de tratar com dureza, mas no entanto face a contratempos o carro da união deve passar pelas estradas do mundo, aas leis da vida muito sabiamente, estabelecem nos filhos os elos de comunhão entre os casais como fixadores da organização familiar dando – lhes compromissos sérios para manter a união para a marcha mais ampla nos alicerces morais.
Assim deste modo e perante muitas dificuldades da vida e de questões mais sombrias  que possamos ter é que o Aborto é considerado um crime para quem o comete assim como para todos os intervenientes , que mais tarde vão ter de prestar contas á Justiça Divina.
A Doutrina Espirita sobre este caso é taxativa, Aborto nunca em caso algum é o que nos diz o Livro dos Espíritos. Pois estaríamos a cortar a oportunidade de um espírito de ter mais uma forma de voltar a uma nova vida e assim recomeçar de novo o que não tinha acabado.
Apenas e pode acontecer um caso de aborto apenas numa situação onde a vida da mãe corra perigo. E então segundo o mundo espiritual nesse caso mais vale salvar a mãe porque o espirito terá outra chance mais tarde, mas só será assim depois de se esgotarem todos s métodos para que não se faça o aborto, porque a mãe terá mais chances de voltar o ter o mesmo espirito.
Amigos sintam que o Aborto é um crime nefasto de graves sequelas para a mãe inda em vida e pode provocar danos muito maus, até levando ao suicídio, e ainda mais para o espirito que á rejeitado se pode tornar um grande inimigo, sentindo – se traídos roubados e assim essas entidades passam a votar um imenso ódio á mãe tornando assim um grande obsessor que a pode levar á morte.
Vamos pensar e admitir que muitas vezes ou sempre fazermos uma meditação profunda sobre o Aborto, fazendo com que quem o pensa cometer seja elucidado sobre o mesmo, para mais tarde não sofrer os dissabores nefastos que vem quando se pensa um Aborto.
Temos de compreender que ninguém pode tirar a vida a ninguém e muito menos a um ser que não se pode defender, tornado – se um grande crime, e ainda mais uma mãe que escuta um grito lancinante de seu filho a dizer, Mãe deixa -  me viver.
Amigos este é apenas um pequeno texto sobre o Aborto, mas que já nos pode fazer meditar e ao mesmo tempo para nos fazer pensar mais um pouco, em breve vou colocar mais textos sobre o Aborto nas suas várias formas e as suas graves sequelas na vida de que o faz e os seus intervenientes.


Manuel Altino
Postar um comentário