domingo, 5 de setembro de 2010

O Pensamento





Neste momento emotivo na nossa sociedade, em que por vezes nos deixamos envolver por emoções negativas, coloco um excerto do livro “As Potências da Alma” de Léon Denis.

Nós Espíritas temos de ter consciência das consequências década pensamento, de cada envolvimento negativo ao nível dos sentimentos.

Temos de controlar a nossa emotividade negativa. Devemos conseguir emitir pensamentos de compaixão e de Amor para com irmãos que ainda estejam em determinada etapa evolutiva. Por outro lado quem somos nós para julgar e ter certezas sobre factos passados com outras pessoas. Devemos tentar não emitir nem juízos de valor, nem julgamentos. O julgamento reto e verdadeiro pertence à consciência de cada um de nós.

Por tudo isto os nossos pensamentos devem ser sempre de emissão de Amor e compreensão para com todos, quer sejam vitimas atual ou do passado. O bem será sempre o Bem e é nesse sentido que temos de nos mover. Não nos diz o Evangelho que a bitola com que julgarmos seremos julgados. Somos nós isentos de pecados para podermos atirar a primeira pedra?

Vamos tentar ser uma pequena luz que possa ajudar a iluminar esta Humanidade ainda tão atrasada da qual também fazemos parte e da qual não somos menos responsáveis.

Têm-se a ventura de alguns conhecimentos, maior será a nossa responsabilidade na nossa regeneração e na influência que devemos ter pelos nossos atos e pensamentos para a regeneração daqueles que estão junto de nós.

Do livro “As potências da Alma” – Léon Denis


“XXIII. - O Pensamento


O pensamento é criador. Assim como o pensamento do Eterno projeta sem cessar no espaço os germens dos seres e dos mundos, assim também o do escritor, do orador, do poeta, do artista, faz brotar incessante florescência de ideias, de obras, de concepções, que vão in­fluenciar, impressionar para o bem ou para o mal, segundo sua natureza, a multidão humana.

Aqui a missão dos obreiros do pensamento é ao mesmo tempo grande, temível e sagrada. grande e sagrada, porque o pensamento dissipa as sombras do caminho, resolve os enigmas da vida e traça o caminho da Humanidade ; é a sua chama aquece as almas e ilumina os desertos da existência. temível, porque seus efeitos são poderosos tanto para a descida como para a ascensão.

Mais cedo ou mais tarde todo produto do espírito reverte para seu autor com suas consequências, acarretando-lhe, segundo o caso, o sofrimento, uma diminuição, uma privação de liberdade, ou, então, satisfações íntimas, uma dilatação, uma elevação do ser.

A vida atual é, como se sabe, um simples episódio de nossa longa história, um fragmento da grande cadeia que se desenrola para todos através da imensidade. E constantemente recaem sobre nós, em brumas ou clari­dades, os resultados de nossas obras. A alma humana percorre seu caminho cercada de uma atmosfera brilhan­te ou turva, povoada pelas criações de seu pensamento. isto, na vida do Além, sua glória ou sua vergonha.”

Muita Paz em Cristo Jesus Nosso Mestre



Fernando Leal
Postar um comentário