quinta-feira, 6 de maio de 2010

Fenomenos na Era Moderna

OS FENÔMENOS ESPIRITUAIS DA ERA ATUAL

Em 1847, a casa de John Fox, residente em Hydesville, pequena cidade do Estado de New York, foi perturbada por estranhas manifestações; ruídos inexplicáveis faziam-se ouvir com tal intensidade que essa família não pôde mais repousar. Apesar das mais numerosas pesquisas, não se pôde encontrar o autor dessa bulha insólita; logo, porém, se notou que a causa produtora parecia ser inteligente. A mais jovem das filhas do Sr. Fox, chamada Kate, familiarizada com o invisível batedor, disse: Faça como eu, e bateu com as suas mãozinhas um certo número de pancadas, as quais o agente misterioso repetiu. A Sra Fox disse-lhe: Conte dez. O agente bateu dez vezes. Que idade tem a nossa filha? A resposta foi correta. A esta pergunta: Sois um homem, vós que bateis?, nenhuma resposta se obteve; mas, a esta outra: Sois um Espírito?, houve resposta com pancadas rápidas e nítidas. Chamados os vizinhos, estes foram testemunhas dos mesmos fenômenos. Todos os meios de vigilância foram postos em ação para a descoberta do invisível batedor, mas o inquérito da família e o de toda a vizinhança foi inútil. Não se pôde descobrir a causa real daquelas singulares manifestações. As experiências seguiram-se, numerosas e precisas. Os curiosos, atraídos por esses fenômenos novos, não se contentaram mais com perguntas e respostas. Um deles, chamado Isaac Post, teve a idéia de nomear em voz alta as letras do alfabeto, pedindo ao Espírito para bater uma pancada quando a letra entrasse na composição das palavras que quisesse fazer compreender. Desde esse dia ficou descoberta a
telegrafia espiritual; este processo é o que vemos aplicado nas mesas girantes. Eis aí, em toda a sua simplicidade, os preliminares do fenômeno que devia revolucionar o mundo inteiro.
Na Alemanha o Dr. Kerner, uma das celebridades da Alemanha contemporânea, foi levado a constatar fenômenos espíritas, em 1840, ao ministrar seus cuidados à Sra Hauffe, mais conhecida sob o nome de Vidente de Prévorst, denominação de uma aldeia de Wurtemberg, onde ela nasceu, no princípio do século XIX.
O doutor conta que ela era, muitas vezes, atormentada por aparições de fantasmas, as quais ele não podia considerar como alucinações, porque pessoas que estavam presentes ouviam, tanto quanto ela, as pancadas produzidas pelos Espíritos ou viam certos objetos, existentes no aposento, mudarem de lugar. Seu nome de vidente vem do fato de ela pressentir os perigos que ameaçavam os seus; ela prevenia-os, então, e os acontecimentos justificavam sempre suas previsões. Em 1840, produziram-se manifestações em Mottlingen (Wurtemberg) e, desde essa época, verificaram-se fenômenos de visão, de audição, de comunicação provindos, incontestavelmente, da ação dos Espíritos. Estes fatos, posto que significativos, nenhum alcance tiveram, quando a notícia dos acontecimentos na América produziu, na Alemanha, o mesmo ruído que na França e determinou um grande movimento de opinião.


EXEMPLOS DE FENÔMENOS ESPIRITUAIS

APARIÇÃO BICORPOREIDADE BILOCAÇÃO
CLARIAUDIÊNCIA CLARIVIDÊNCIA
CRIPTOMNÉSIA

CRIPTOSCOPIA
DESDOBRAMENTO
DESOBSESSÃO

DUPLA VISTA
ESCRITA MEDIÚNICA
ESTADO SONAMBÚLICO

ÊXTASE
FOTOGRAFIA ESPÍRITA
IDEOPLASTIA

LICANTROPIA
OBSESSÃO
PNEUMATOFONIA

PNEUMATOGRAFIA
POSSESSÃO
PRECOGNIÇÃO

PREMONIÇÃO
PRESCIÊNCIA
PROSOPOPESE

PSICOCINESIA
PSICOFONIA
PSICOGRAFIA

SEGUNDA VISTA
SIMBIOSE
SONAMBULISMO

TELECINESIA
TELEGRAFIA
TELEMNESIA

TELERGIA
TELESTESIA
TRANSFIGURAÇÃO

UBIQUIDADE
VAMPIRISMO
XENOGLOSSIA
Postar um comentário